# LANG

O trilhar da GLA (as escrituras e o histórico)

O trilhar da GLA (as escrituras e o histórico) (Escrituras e História)

Apresentação das três principais escrituras que representam os ensinamentos da GLA.
E um breve histórico da GLA desde sua fundação em 1969 até a atualidade cintado os principais acontecimentos.

Escrituras da GLA

O Caminho da Oração ── Para o supremo diálogo

A Keiko Takahashi Sensei escreve o seguinte no livro O Caminho da Oração:

“Para que possamos voltar a sermos nós mesmos a qualquer momento; para que a solidão e o vazio sejam amenizados; para que possamos assumir com coragem a dureza de qualquer realidade; e, finalmente, para que possamos ouvir o chamado constante da voz de Deus.

Este livro foi concebido a partir destes anseios. É, por assim dizer, o companheiro da nossa vida. E se você trilhasse o caminho da vida com este livro ao seu lado, tanto nos momentos de alegria quanto nos de tristeza, seria para mim um motivo de imenso júbilo.”

Muitos associados, de acordo com essas palavras, abriram O Caminho da Oração em diversas ocasiões e, como se estivessem dialogando com Takahashi Sensei, se afeiçoaram a essas palavras, restauraram sua mente e enfrentaram as situações com coragem. Não se sabe o quanto já foram aliviados e apoiados por este livro.

Nesse sentido, O Caminho da Oração não é senão, para os associados, uma escritura que não pode deixar de manter sempre consigo.

Nos espaços inexplorados da vida

Quanto ao Nos espaços inexplorados da vida, composto de “Os aspectos da natureza”, “Os aspectos do ser humano ” e “Palavras de Autonomia”, Keiko Takahashi Sensei diz que “é um livro ao qual foram confiadas três sabedorias”.

A saber, “Os aspectos da natureza” abordam a verdade que permeia tudo neste mundo, o universo e a natureza; “Os aspectos do ser humano” explicam a verdadeira forma do ser humano que vive no conflito entre a luz e as trevas deste Mundo de Fenômenos; e “Palavras de Autonomia” descrevem com que mente o ser humano deve viver através do sublime timbre espiritual das palavras.

Dentre esses, as “Palavras de Autonomia” representam a determinação da própria Takahashi Sensei de “Dessa forma viverei e abrirei o caminho”.

Com qual postura mental os associados devem viver suas aspirações no dia a dia? Para os associados, as “Palavras de Autonomia” são justamente as diretrizes para viver.

Shingyo

A primeira obra que Shinji Takahashi Sensei, fundador do GLA, escreveu para os associados foi Shingyo. Shinji Takahashi Sensei explica o seu significado da seguinte forma:

“De onde vêm e para onde vão as pessoas? Qual significado existe em ser humano nascer neste mundo? O que é a morte? Por que surgiu o universo? Se a alma existir, quero conhecer sua significância. O que é a mente, e o que seria Deus? Shingyo esclarece essas várias perguntas, ou seja, revela a razão de existência do universo e do ser humano e a verdade sobre a mente humana.”

Shingyo é uma escritura permanente para os associados.

Breve história desde a fundação até hoje

1969 Fundação da GLA── O ponto de partida dos interessados que buscavam o caminho sob a orientação do Shinji Takahashi Sensei

12 de julho de 1968, o fundador Shinji Takahashi Sensei, assim como escrito em seu próprio livro “Descoberta da Mente – Volume das evidências”, despertou para a existência de seu outro eu (alma) que buscava desde infância e alcançou a Lei (Princípio Divino) que permeia o universo. E, numa época em que as pessoas buscavam prosperidade material em meio a um alto crescimento econômico, Shinji Takahashi Sensei anunciou a chegada da era da mente.

E as pessoas que se reuniram ao redor de Shinji Takahashi Sensei desejando que mais pessoas ouvissem os ensinamentos dele, em 8 de abril de 1969, foi fundada a GLA. A origem do clima de consideração à iniciativa e vontade de cada associado da GLA de hoje já existia no momento da sua fundação.

Após isso, através de muitos livros e palestras, aspirando o despertar da alma do maior número de pessoas, Shinji Takahashi Sensei percorreu por todo o Japão.

8 de abril de 1969, no Yaoki Riverside Heights (Edifício Yaoki) no bairro de Asakusa, em Tóquio, nasceu a GLA. “Queremos que mais pessoas conheçam os ensinamentos de Shinji Takahashi Sensei”l. O círculo de interessados com esta aspiração foi se ampliando a partir deste local.

Shinji Takahashi Sensei, que comprovou que o humano é um ser de alma que caminha pela eterna jornada, percorreu por todo o Japão, ensinado que nós somos vivificados pela Grande Existência, Deus, e nascemos para o estabelecimento do eu e para a harmonia do mundo.

1976 Sucessão dos Ensinamentos──As almas do Shinji Takahashi Sensei e da Keiko Takahashi Sensei são reveladas

Empenhando-se pela busca do Princípio Divino junto com a Keiko Takahashi Sensei, o Shinji Takahashi Sensei , quando se aproximou dos 48 anos, passou a dizer frequentemente que, como profetizou, o dia de seu retorno ao céu se aproximava. E, enquanto falava com tom iminente que “vai aparecer alguém dentre os jovens que irá suceder os ensinamentos,” indagava quem seria essa pessoa e o procurava arduamente.

A Keiko Takahashi Sensei, na época uma universitária, dizia que “também se esforçaria em procurá-lo”.

Nesse ponto, não estava claro nem para o Shinji Takahashi Sensei quanto para a Keiko Takahashi Sensei que quem sucederia os ensinamentos seria a Keiko Takahashi Sensei.

Em março de 1976. Assim como escrito no livro da Keiko Takahashi Sensei, Lágrimas do Céu, foi durante o curso de Shirahama que as almas do Shinji Takahashi Sensei e da Keiko Takahashi Sensei se encontraram como almas.

Nesse momento, a Keiko Takahashi Sensei revelou, um a um, pela dimensão da alma, o significado de encontros e acontecimentos da vida do Shinji Takahashi Sensei. A perspectiva da Keiko Takahashi Sensei que delineou a sua vida é a perspectiva que iria se cristalizar posteriormente como a Causalidade da Alma e o Mapa da Vida (Princípios Divinos que formam o núcleo do Estudo da Alma [Sistematização do Princípio Divino que permeia o ser humano e o mundo])

O Shinji Takahashi Sensei teve a certeza que essa perspectiva revelada pela Keiko Takahashi Sensei era essencial para realizar a missão da GLA de estabelecimento do eu e a harmonia do mundo e contou a todos ao redor a alegria de que “Com isso a humanidade será salva!”

Através deste encontro de almas, o Shinji Takahashi Sensei, convicto que a Keiko Takahashi Sensei era a sucessora dos ensinamentos, confiou a ela tudo o que viria em seguida.

E disse também à pessoas ao redor: “Se eu voltar ao Mundo de Origem (uutro mundo) a única pessoa à qual enviarei mensagens é a Keiko. Não se esqueçam disso, por favor”. E também disse que caso um dia um apareçam pessoas falsamente usando o nome de Shinji Takahashi Sensei para pregar suas próprias teorias, não há necessidade de ser enganado.

E assim, dia 25 de junho de 1976, aos 48 anos, faleceu o fundador Shinji Takahashi Sensei.

Após 1976 — Um novo passo em direção à realização

O Shinji Takahashi Sensei partiu para o Mundo de Origem e a Keiko Takahashi, que sucedeu os ensinamentos aos 19 anos, no dia 10 de julho de 1976, na Cerimônia de Voto e de Gratidão, realizada na Sala Funerária de Aoyama, Tóquio, jurou para a Grande Existência, Deus, e para o Shinji Takahashi Sensei no Mundo de Origem que herdaria sua determinação e certamente realizaria a Utopia onde se manifesta a luz de Deus.

No ano seguinte, 1977, a Keiko Takahashi Sensei, publicou os três volumes de O Verdadeiro Gênese, e foi nos revelando, um após outro, sabedoria e sistemas para que possamos viver verdadeiramente a cada momento através do Princípio Divino.

Por exemplo, o Wisdom para solução de problemas. Primeiramente indaga-se para a própria mente “Para que fim?” e “Qual minha aspiração?”. Observa-se a situação atual a partir desse ponto de vista e definem-se medidas concretas. E criou um novo sistema chamado Atividades do Projeto da GLA que não limita a simples trabalho voluntário, mas como oportunidades de aprender na prática o Princípio Divino.

Em meio a tais desdobramentos, foi se aprofundando a sensação de “construir a Utopia”, isto é, a sensação de estar criando uma nova civilização baseada no Princípio Divino, e o clima de prática do Princípio Divino que persiste até hoje era cultivado.

Isso significa que o GLA saltou do estágio de aprofundar convicção de “todo ser humano é filho de Deus e um ser de alma de vida eterna” conforme orientação do Shinji Takahashi Sensei para a da Keiko Takahashi Sensei que nos conduzia para o estágio de busca de “Como podemos viver o presente como filhos de Deus? Como almas eternas?”.

A Cerimônia de Voto e Gratidão dedicada ao Shinji Takahashi Sensei teve a presença de cerca de 6.000 pessoas. No final da cerimônia, a Keiko Takahashi Sensei, frente à imagem do Shinji Takahashi Sensei, recitou Shingyo e fez uma “Declaração de Determinação”. A limpidez de suas palavras espirituais repercutiu no fundo da mente dos participantes. (10/07/1976, Sala Funerária de Aoyama)
A Keiko Takahashi Sensei, que sucedeu os ensinos de Shinji Takahashi Sensei, discursou na Grande Palestra do Aniversário de 8 anos do GLA. Suas palavras espirituais despertaram profundas emoções nos 6.000 participantes. (10/04/1977, Auditório da Universidade Nihon)

Após 1980 — Doutrinação de Três Teorias (Teoria da formação do ser humano, Teoria da missão individual, Teoria de colaboração em ressonância) e é construído os fundamentos do estudo

Dessa forma, a Keiko Takahashi Sensei, mostrando a direção e aspirações a que devemos seguir, continuou olhando diretamente para os problemas das trevas do ser humano e mostrando o caminho para viver o presente como uma vida eterna.

E a Sensei seguia indagando “Apesar do ser humano ser uma existência de alma que vive eternamente, por que perde de vista sua forma original e é dominado por Bonno? O que pode ser feito para que cada pessoa desperte sua essência como alma e possa viver todo momento do dia a dia?” E a partir da profunda busca, divulgou esse caminho como um sistema do Princípio Divino constituído de a “Teoria de formação do ser humano”, a “Teoria de missão individual” e a “Teoria colaboração em ressonância”

A “Teoria de formação do ser humano” esclareceu o mecanismo que faz o ser humano se esquecer de sua essência como alma e ser dominado pelo destino fatídico. A “Teoria de missão individual” explica que há um profundo significado em ser dominado pelo destino fatídico e que, além dessas trevas, há a missão a realizar, esclarecendo o significado e a razão da vida.

E para que cada um conduza o mundo à harmonia enquanto vive respondendo à missão conforme a “Teoria de colaboração em ressonância”.

Escreveu livros que se tornaram o alimento da fé da GLA atual, como Nos espaços inexplorados da vida (1982), que conta a suprema verdade sobre o ser humano e o mundo e se torna a diretriz de vida e, desejando estar e dialogar sempre ao lado de cada associado escreveu O Caminho da Oração (1985).

E ainda, sob a forma de um caminho para genuinamente viver o Princípio Divino, recuperou para a modernidade o verdadeiro significado do Nobre Caminho Óctuplo, passado adiante desde tempos anciões com uma série Perspectivas do ser humano (8o volumes), e foi nos preparando ocasiões para diversos estudos.

Para acompanhar isso, nessa época, uma após a outra, foram construídas as sedes regionais que se tornariam bases de estudo para associados em cada região do país.

“Um campo de trevas que se espalha até onde alcançam os olhos. Onde se encontra aquela bela flor em toda sua extensão?” O seminário que começa com esta narração da Sensei se tornou o momento que começou a caminhada em direção a compreender por completo as trevas do ser humano (Teoria de formação do ser humano) (3 a 05/05/1980, Seminário de Primavera, em Hakone Kowakien)

A partir de 1993 — Aprofundamento da “Fé e Correspondência” entre a mestra e os apresendizes

De 1993 em diante, a GLA vive momentos marcantes. A Keiko Takahashi Sensei, que recebia o desígnio da Grande Existência, Deus, acreditando na alma de seus aprendizes (nós associados) e revelava o Princípio Divino e, em resposta a isso, os aprendizes se empenhavam em praticar o Princípio Divino. Conforme essa caminhada se aprofundava, a Sensei ia revelando novos caminhos. Essa caminhada de “Fé e Correspondência” se aprofundou, e chegava o momento de seguir para um novo estágio.

A partir dessa época, a Sensei partia ainda mais para a “Peregrinações da Alma” por cada região do país (“Peregrinação da Alma” é o acompanhamento das pegadas das almas relacionadas a associados e predecessores que buscaram o caminho. Uma parte dessa caminhada está publicada nos livros da Sensei Sensibilidade do Céu e da Terra, Lágrimas do Céu e Eco do Céu, Contos da Terra etc.).

Nessas peregrinações, ocorreram profundo alívio e renovação em cada associado e a “sensação da existência de Deus e vida eterna” se aprofundou ainda mais.

A partir de 1994 — Objetivo de vida do aprendiz = Declaração de Bodisatva

No ano seguinte, em 1994, no Encontro de Zenyu (encontro anual em abril em homenagem a fundação) do 25º aniversário de fundação da GLA, em adição ao novo fluxo iniciado no ano passado, chega uma nova situação.

No final da palestra, a Keiko Takahashi Sensei dedicou aos associados a Oração de Bodisatva, para que cada associado encarnasse a aspiração da GLA e vivesse o sentimento “o sofrimento do outro é meu sofrimento; a felicidade do outro é a minha felicidade” e pudesse se tornar verdadeiro missionário chamado de Bodisatva desde os tempos remotos.

Nessa hora, os associados que estavam no auditório foram atingidos por uma emoção que fez a alma tremer e das profundezas da mente transbordou a aspiração “Também desejo viver dessa forma!” e, sem ninguém ter dito algo, todos começaram a se levantar. E o mesmo fenômeno ocorreu em cada região do Japão, um local após o outro.

Sensei zelosamente recebeu essa expressão de determinação como a “Declaração de Bodisatva”. E para responder a essa determinação, para que todos pudessem trilhar o “Caminho para ser um Bodisatva”, iniciou novos estudos e aprofundou ainda mais as “atividades do Projeto”. E isso se tornou o Novo Projeto (em 2001, se tornou Estudos do Projeto Gênesis, e em 2007 se tornou Estudos do Projeto Gênesis Global).

Assim, passados os anos de 1993 e 1994, começou a era que se vivia o verdadeiro significado da caminhada de fé e correspondência entre a mestra e os aprendizes. E enquanto o sistema de estudo era reconstruído tendo o “Novo Projeto” como esteio, os praticantes do Princípio Divino na GLA aumentavam drasticamente.

Participantes que, ao final da palestra, recebiam da Sensei a “Oração do Bodisatva” e expressavam a determinação “Também desejo me tornar um Bodisatva!” e se levantaram um a um. Esse movimento se espalhou pelo Encontro de Zenyu de cada região. (16/04/1994, Encontro de Zenyu, Centro Cultural e Educacional de Kawasaki)

A partir de 2001 — Declaração do Projeto Gênesis, revelação da Causalidade da Alma, manifesto do estatuto do associado da GLA

Primeiro de janeiro de 2001, na abertura do novo século, a Keiko Takahashi Sensei declara que o trilhar de cada associado irá construir a nova era e o novo mundo nomeando este trilhar de Projeto Gênesis.

E em dezembro de 2003, no Encontro de Gratidão (encontro em que se recapitula o ano, se relembra da graça recebida através do Princípio Divino e se agradece à Grande Existência), é revelada a Causalidade da Alma, que pode ser chamado de compilação de todos os Princípios Divinos de até então.

E nesse trilhar, realizou-se o Encontro de Zenyu de 2004. Neste dia, dez anos da Declaração de Bodisatva, as aspirações e as convicções dos associados foram selecionadas e proclamadas na forma de “Estatuto do Associado da GLA”. Todos os associados ficaram em pé juntos, na mesma linha de partida, e prometeram um ao outro que juntos trilhariam o “caminho para se tornar um Bodisatva”.

E mesmo hoje, a Takahashi Sensei segue revelando os segredos da Causalidade da Alma e para que todos consigam viver a aspiração da alma no cotidiano, nos preparou o “Caminho para Escavação de Bodaishin”.

Quando cada um extinguir o Bonno e caminhar com a mente preenchida por Bodaishin (coração que busca o eu verdadeiro, ama o próximo e contribui para a harmonia do mundo), resolverá os vários problemas que o cerca e conseguirá criar uma nova realidade. E é revelada a missão que cada um deve realizar nesta vida.

Graças à luz lançada pelo Bodaishin, muitos associados começaram a trilhar o caminho da prática do Princípio Divino que transformam a realidade.

A GLA aspira trilhar através de Bodaishin com a era, com a comunidade local e com as pessoas.

Ao final da palestra, todos os participantes recitaram as palavras de Doze Bodaishin junto com a Sensei e declaram escavar o Bodaishin interior. Este ato foi chamado de Declaração de Escavação do Bodaishin por Dez Mil Pessoas. (03/12/2006, Encontro de Gratidão, Yokohama Arena)

A partir de 2008 — “Poderes de visão, purificação, manifestação e união” ── Vivendo “Os Quatro Poderes Fundamentais do Bodisatva”

As práticas do Princípio Divino dos associados se aprofundam em virtude da revelação da Causalidade da Alma e dos Doze Bodaishin. Em 2007, correspondendo a este trilhar, a Keiko Takahashi Sensei deu início ao Estudos do Projeto Gênesis Global que ocorre simultaneamente no Japão inteiro e ao novo Grupo Local de Estudo para a prática diária que é também a linha de frente para a formação de laços na GLA.

E no ano seguinte, em 2008, Sensei divulgou um novo estágio da prática da Causalidade da Alma.

Esse estágio seria o “poder de visão” para observar a si mesmo, “o poder de purificação” que purifica as trevas do interior, o “poder de manifestação” que faz nascer o novo eu e o “poder de união” que nos une à aspiração da alma, que mais tarde seria chamado de “Os Quatro Poderes Fundamentais do Bodisatva”.

Além disso, em 2009, ano que marca o aniversário de 40 anos de fundação da GLA, como o primeiro passo concreto para viver “Os Quatro Poderes Fundamentais do Bodisatva”, a Sensei nos prepaou a folha de trabalho de Charge, Change e Chlallenge, e conduziu o trilhar dos associados para um estágio ainda mais profundo através de “A provação é um chamado” e “In-En-Kaho Wisdom”.

A partir de 2010 — Abertura da era da Doutrina da Alma

Com os Quatro Poderes Fundamentais do Bodisatva da Keiko Takahashi Sensei, ocorriam as Experiências do Universo (Experiência instantânea de compreender o propósito da vida e a conexão com o mundo, com o universo, e com Deus) e fomos orientados para a Descoberta da Alma. Enquanto isso, em 2011, acontece o Grande Terremoto do Leste do Japão. A Sensei ouve profundamente o chamado desta provação sem precedentes, e foi mostrando o caminho para a reconstrução de Tohoku e do Japão através de um novo modo de vida chamado de a Doutrina da Alma.

Um trilhar em que cada um descobre o seu “Trabalho de Vida” (Missionwork), muda do lado Kaho para o lado In-En e vive seu melhor todos os dias. Declarou a chegada da era em que os 100 milhões vivem o seu melhor que irá se difundir da GLA para todo o Japão.

E perceber as situações como um Caos (estado desornado que possui tanto a luz como as trevas, a possibilidade e a restrição) e através da mudança de mente (Ju-Hatsu-Shiki), gerar a Realidade da Transformação em Luz e realizar a Reversão do Destino. Essa prática se difundia em toda a GLA.

Nesta caminhada, em 2017, a Sensei divulgou a promessa entre o céu e os humanos ── Anuncia que o Mapa da Vida divulgado em 2000 foi aprofundado com passar do tempo e revelou o novo Mapa da Vida.

Baseado nesse Princípio Divino, agora nós acessamos o Projeto Ideal da vida, extraímos o Máxima (poder que faz a vida saltar para a melhor dimensão) da vida e caminhamos rumo à Melhor Vida.